Revista Mix Decor

13.07.2011

Arte & Design

Forma e movimento

Jadir Battaglia é um dos artistas plásticos mais requisitados por arquitetos e decoradores da região, suas obras são vistas pelos profissionais como peças fundamentais em seus projetos. Seu talento ganha força e destaque com arquitetos em São Paulo. Seu trabalho esteve presente em quatro ambientes na Casa Cor.

MIX DECOR - Quando iniciou o trabalho com arte?

JADIR BATTAGLIA - Iniciei o meu trabalho como artista plástico auto didata em 1997 e me profissionalizei em 1999 com a abertura de meu atelier.

MIX DECOR - Esculturas sempre foi seu principal foco?

JADIR BATTAGLIA - Nesta época, a pintura em tela era o meu meio de expressão mais importante, seqüência natural do meu trabalho com pintura decorativa em paredes. Entretanto, permeava este trabalho com a execução de esculturas, arte gráfica e projetos de cenários para televisão. Gradativamente, o uso dos efeitos de luz e a possibilidade de intervir no espaço de maneira tridimensional, criando objetos propriamente ditos, me ocuparam mais demoradamente e a escultura tornou-se uma forma mais madura e eficaz de comunicação.

MIX DECOR - Os anos que você morou em Londres trouxeram influencias a sua arte? Quais?

JADIR BATTAGLIA - Faz mais de dez anos que morei em Londres e depois voltei ao Brasil. Retorno esporadicamente, para visitar as inúmeras exposições. O governo britânico não economiza recursos para promover o desenvolvimento de jovens talentos nas áreas de artes. São mais de trinta galerias, cuja a maioria investe em arte contemporânea. Assim, é impossível não se influenciar por aquilo que você vê. Entretanto, trabalho no sentido de construir o meu próprio estilo e filtrar aquilo que realmente eleva o espírito e faz da arte uma ode ao belo. Foi aqui no Brasil, portanto, que encontrei a minha própria escrita.

MIX DECOR - Formas orgânicas estão sempre presentes em seus trabalhos, de onde vem essa inspiração?

JADIR BATTAGLIA - Acredito na arte como forma de criar o belo e propagar o bem estar, chamar a atenção do expectador para as belezas que o rodeia e as possibilidades que a vida apresenta.

Escolhi as formas orgânicas para minhas esculturas pois estão ligadas diretamente à vida.

Desenvolvo uma pesquisa quase que matemática no que se refere à construção de formas e volumes que ao se unir com a minha intuição e senso estético, resulta em formas que são muitas vezes percebidas como formas humanas. Isso é muito interessante, pois o ponto de partida é a abstração pura, a linha em função da composição, que fatalmente irá remeter a uma forma da natureza, mas não propriamente humana.

MIX DECOR - Que tipo de material é usado em suas criações?

JADIR BATTAGLIA - Para criar as formas sinuosas, fluídas, orgânicas, de uma maneira mais rápida, utilizo o poliestireno laminado de resina e fibra de vidro, que outorga uma aspecto de vidro , de louça às minhas peças. Adoraria trabalhar com materiais mais nobres como o mármore de Carrara, por exemplo. Assim faço meus desenhos todos no computador, no “mouse” mesmo, e os imprimo em tamanho real. Mesmo com a forma definida, depois da escultura pronta ainda a modifico, tirando um pedaço daqui , colocando outro ali, cavando mais um pouco, até encontrar o equilíbrio tridimensional para a ocupação perfeita do espaço.

MIX DECOR - Suas esculturas estão expostas em alguns ambientes da Casa Cor São Paulo. Como se deu essa parceria?

JADIR BATTAGLIA - A abertura que propicio a todos que se identificam com meu trabalho me levou a conhecer os arquitetos, em cujos espaços da Casa Cor São Paulo , exponho o minhas esculturas:

Camila Dias Domingues, responsável pela Boulangerie Dona Deola da Casa Hotel 2011. A escultura foi desenvolvida especialmente para o espaço, a partir de uma escultura apresentada na minha exposição Gérmenes de 2008. Ela “escorre” da parede até o chão envolvendo o espaço integralmente.

Betina Gomes, responsável pela Suíte Estar Bem. O ambiente se propõe a ser sustentável. Para este espaço utilizei uma escultura que faz parte de meu acervo pessoal e que é uma das minhas preferidas, a “Matter”. É uma peça que representa fielmente a linguagem poética que pretendo transmitir.

Claudio Porsé, responsável pela Sala de Imprensa. Neste espaço também utilizei uma escultura de meu acervo, a “Juna”. Uma peça cheia de movimento que atraiu o interesse de pessoas de outros estados.

Márcio Nascimento, responsável pelo Unissex Restroom and Lounge da Casa Cor Hotel. Para o espaço do arquiteto aqui da região desenvolvi especialmente um novo acabamento: cromado. A escultura suspensa tem um efeito metalizado, espelhado que confere uma maior integração com o espaço e o expectador.

MIX DECOR Você tem alguma exposição prevista?

JADIR BATTAGLIA - O segundo semestre do ano é sempre o mais agitado. Tenho duas exposições marcadas, uma na Galeria de Arte Santos Arquidecor 2011 e outra coletiva, em São Paulo, O “Chapel Art Show”, que é um Salão de Artes que reúne artistas de todo o Brasil. Fui também convidado pelos arquitetos Marcelo Dias e Michel Lebedka para participar da sala de jantar Casa Cor Campinas 2001 com uma de minhas esculturas.